• Miguel Duque Camacho

Vire a página e inicie uma nova vida

Há momentos que temos forçosamente de virar a página, se queremos verdadeiramente voltar a viver a vida.

Descubra neste artigo como virar a página e partilhe com alguém que que precisa de fazê-lo…

O passado está nos alimentando para ficarmos mais fortes ou está nos imobilizando?


Nem tudo o que é passado é negativo, porém viver no passado pode trazer tristeza e um sentimento de insatisfação tremendo.


Não devemos estar ancorados no nosso passado, mas sim enraizados ao passado. Porque âncora imobiliza, e raiz alimenta.

As recordações alimentam, os traumas imobilizam.


"Eu perdi o meu pai aos 14 anos e perdi a minha mãe numa luta contra um câncer."

Vire a página em relação à partida de alguém


Esta com certeza é uma das páginas mais difíceis de virar na existência humana.

Essencialmente quando o grau de parentesco é demasiado próximo.

Perder um pai, uma mãe, um filho, um irmão, avós e outras pessoas que nos ajudaram a crescer pode ser uma página muito difícil de virar.


Conto-lhe o meu testemunho pessoal…

Eu perdi o meu pai aos 14 anos e perdi a minha mãe numa luta contra um câncer.

Perdi um dos meus melhores amigos num acidente trágico e que era mais que um irmão para mim.

Ao ler este artigo não pense que falo com leviandade.


Sei o que é a dor, o luto, o ser abalado e estremecido por esse sentimento terrível de viver o resto dos meus dias sem ver o sorriso, ter a presença dessas pessoas entrando na minha casa, ouvir as suas vozes, e as suas inconfundíveis gargalhadas.

Certamente, um dos golpes mais fortes que sofri na vida foi o processo da luta oncológica da minha mãe e vê-la saindo de cena pouco a pouco.

Vê-la sair de cena sem ter cumprido alguns dos seus sonhos doeu muito, principalmente porque teve uma vida sofrida e porque o câncer apareceu justamente no momento em que ela estava realmente começando a viver a vida.


Arrebatado pela dor, não tornei-me uma pessoa amargurada, mas tornei-me uma pessoa silenciosa e fechei-me no meu mundo.


Quando enfrentamos a dor, perdemos a noção de que inconscientemente podemos estar nos desligando das pessoas e do mundo à nossa volta.


Lembro até hoje, que 3 meses após a morte da minha mãe, a minha esposa se aproximou em lágrimas e me perguntou:

“Miguel, o que posso fazer para ajudar-te, pois já não sei o que faça, o que diga, para que desabafes e fales daquilo que sentes?”


Nesse dia não consegui dizer nem uma única palavra; estava sentado e fiquei imóvel e em silêncio, e em vez de palavras saíram lágrimas que desciam o meu rosto.


As lágrimas correram, porque entendi, que ali era o momento de decisão, de virar a página e levantar os olhos em direção ao céu e pedir ajuda a Deus para que me sarasse e me transformasse, porque não só tinha perdido a minha mãe fisicamente, como estava perdendo o resto da minha família.


Peço desculpa a você que está lendo este artigo que é ateu ou agnóstico, mas na minha opinião há coisas que só mesmo Alguém que criou e sabe exactamente como é o ser humano, é que consegue resolver.

A psicologia ajuda a minimizar o impacto, mas é incapaz de reverter o dano.


Não virar a página, significa perder o propósito, o rumo e desligar-se da vida e dos que estão à nossa volta e que continuam precisando de nós.


Naquele mesmo dia, fechei-me no “quarto das visitas” da minha casa e não procurei respostas para o que tinha acontecido, apenas procurei que Deus sarasse a minha vida, as minhas emoções e me ajudasse a superar o momento.

Posso-vos garantir que naquele mesmo dia, Deus tratou e fechou a ferida.


Hoje ainda tenho a cicatriz da situação vivida, porém já não dói, nem infeta mais.


Virei a página e hoje, quando penso nas pessoas que perdi, vem à minha memória os bons momentos que vivemos juntos; e no meu coração brota um sentimento de gratidão a Deus pela oportunidade de ter tido essas pessoas na jornada da minha vida.


Vire a página em relação aos erros dos outros e perdoe


"Perdoar não significa conviver. Perdoar significa virar a página, fechar a ferida aberta e viver livre como um pássaro"

Não virar esta página é como tornar-se um pássaro que abdica de uma vida livre na natureza para decidir viver fechado a vida inteira numa gaiola.


É um processo difícil e que dói muito. Mas é necessário!


Não é fácil virar a página em relação a uma pessoa que traiu a nossa confiança, que errou connosco, que quis causar-nos dano e até mesmo destruir-nos.


Jesus Cristo, na minha opinião a pessoa mais sábia que passou na Terra, ensinou-nos a força do perdão.

Mesmo crucificado injustamente, e quando todos blasfemavam e injuriavam-no, as únicas palavras que ele disse foram:

“Pai, perdoa-lhes pois não sabem o que fazem.”


Algo que me impacta é que nem o facto de Judas Iscariotes, sendo um amigo intimo e tê-lo traído, fez com que Jesus perdesse a noção do poder do perdão.

Nem o facto de Simão Pedro, um dos seus discípulos amados, o ter negado publicamente por 3 vezes fez Jesus perder a noção do perdão.


Perdoar não significa conviver.

Perdoar significa virar a página, fechar a ferida aberta e viver livre como um pássaro.


Você pode até decidir viver na gaiola das suas emoções, é opção sua, mas não é para isso que você foi criado e existe.

O que as pessoas fizeram-lhe é indesculpável, mas não deve ser imperdoável.


Quando você decide virar a página, encontra a sabedoria, e a sabedoria irá mostrar-lhe que você também erra, que você errou com muitas pessoas e que também precisará do perdão delas.


Vire a página, e seja livre para amar e abraçar os que estão à sua volta.

Saia da gaiola e voe livremente!

@miguelduquecamacho

#vireapagina #virar #pagina #novavida #nova #vida #perdao #morte #cura #sarar #trauma #cicatriz #dor #luto #traicao #cancro #cancer #jesus #cristo #lider #liderança #miguel #duque #camacho #miguelduquecamacho #blog #infungivel #infungivell

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • White Twitter Icon

© 2020 Infungível.