• Miguel Duque Camacho

Seja humilde sem ser frouxo

Ser humilde nada tem a ver com rebaixar-se ou desvalorizar-se.

Neste artigo você entenderá que ser humilde significa reconhecer as suas falhas e fraquezas e não se achar mais que os outros. Simplesmente isso.

Foto: vladchetan.ro


O que é humildade?


Humildade vem do latim “humilitas”, e é a virtude que consiste em reconhecer as suas próprias limitações e fraquezas e agir de acordo com essa consciência.

Refere-se também à qualidade de quem não tenta projetar-se sobre as outras pessoas, nem mostrar ser superior a elas.


Ser humilde significa essencialmente reconhecer as nossas limitações e fraquezas sem nunca renunciar os dons e virtudes que temos ou que desenvolvemos.


Infelizmente, há pessoas que são excelentes na realização de determinadas coisas, mas que vivem sempre debaixo de um sentimento de modéstia que limita tudo o que fazem.



Quais as lutas dos humildes?


Eu pessoalmente já tive muitos problemas na concepção do que é humildade…


Durante muito tempo na minha vida, lidei muito mal com o elogio e com as observações positivas das pessoas que estavam à minha volta.


Quando as pessoas me elogiavam ficava sem jeito, em algumas vezes até pensava que as pessoas estavam dizendo as coisas em jeito de “gozação” ou para agradar.

Desvalorizava os comentários porque achava que as pessoas simplesmente não tinham observado com atenção aquilo que eu tinha feito.


Apesar da excelência que gosto de colocar nas coisas, e do bom que as coisas estavam, eu misturava sempre humildade com ser frouxo e fraco.

Mas humildade nada tem a ver com ser frouxo e fraco.

Humildade não anula os nossos pontos fortes


Para mim, começar o infungivel.net, foi um grande desafio, porque muitas pessoas têm comentado e elogiado alguns artigos.


Inicialmente, o meu primeiro pensamento foi:

“Talvez esta pessoa nunca leu outro blog ou outros artigos para dizer que identificou-se e cresceu com o que eu escrevi”

Que tolice a minha!


Mas sabe, mesmo que em menos de 3 meses tenha alcançado o número de 1400 desconhecidos a me seguirem, ainda debato-me com este pensamento diariamente!


Ser humilde não nos deve levar a anular ou menosprezar os pontos fortes que temos.

Se somos bons naquilo que fazemos, temos que reconhecer isso também!


Reconhecer que somos bons em algumas coisas não é errado, errado é sobrepor-nos aos outros e acharmos que somos melhores que os demais.

Mais ainda quando os resultados nem demonstram isso.



Eu, não tenho nenhum problema em aceitar que o Cristiano Ronaldo se ache o melhor do mundo no futebol, porque olhamos para os seus resultados e ele tem batido recorde atrás de recorde.

Para não falar do seu esforço e dedicação para chegar onde chegou.


Errado é que ele um dia venha dizer que conseguiu tudo isso sozinho, ou que é o melhor ser humano do mundo.

Errado é que ele um dia ridicularize os outros na sua profissão, simplesmente porque não têm os números que ele tem.


Mas não me faz confusão que ele tenha consciência do quão bom ele é desportivamente falando.

Há pessoas no entanto que não gostam dele, que o acham arrogante e com falta de humildade.

E baseiam a sua opinião no simples facto de ele próprio reconhecer que é excelente no desporto.


Cada um tem a sua opinião.

A minha é que uma coisa não invalida a outra.


Precisamos é ser pessoas equilibradas, que reconhecem as suas fraquezas, mas que também não anulam as suas virtudes.

O homem humilde que conquistou o mundo


Para que você entenda o ponto que desejo salientar neste artigo, quero falar -lhe de Jesus Cristo, essa personalidade que movimenta milhões de pessoas pelo mundo inteiro, e que muitos o vêem como o centro de todas as coisas.


Uma das principais características de Jesus Cristo foi a humildade, pois a Bíblia diz em Filipenses 2:6-8 que Ele:


"sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz”


A humildade de Jesus não o fez ser frouxo ou fraco.

Mesmo sendo humilde, Ele continuava sendo o “Filho de Deus”, o “Messias”.


A humildade de Jesus nunca limitou ou anulou o plano, o propósito, a autoridade nem o poder dele.

Tudo o que Ele realizava era perfeito e incrível e todas as pessoas reconheciam isso.


A humildade fez-lhe sim não desprezar ninguém, nem achar-se mais do que alguém, apesar de ser a pessoa enorme e fantástica que conhecemos.


Ele não se achou melhor que a mulher adúltera que todos queriam apedrejar em nome da lei; não se achou melhor que a mulher samaritana junto ao poço, nem tão pouco se achou melhor que o criminoso que estava crucificado numa cruz ao seu lado e que lhe pedia misericórdia para entrar no paraíso.


É isso que a humildade deve fazer em cada um de nós.


Fazer-nos reconhecer as nossas fraquezas, mas nunca anular as nossas virtudes.



@miguelduquecamacho


Se gostou deste artigo, siga as nossas redes sociais e registe-se aqui no site para receber todas as novidades.


#humildade #frouxo #sejahumilde #sejahumildesemserfrouxo #frouxo #miguelduquecamacho #blog #infungivel #infungivell

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • White Twitter Icon

© 2020 Infungível.