Obrigado pelo envio!

  • Miguel Duque Camacho

E agora? Será que haverá mais amor e paz?

Saiu o anterior presidente da Nação mais poderosa do Mundo.

A pergunta que fica pairando é:

E agora? Será que haverá mais amor e paz no Mundo?


Desde que foi confirmada a posse do Presidente Biden nos Estados Unidos da América, choveram frases e discursos como:

  • “Agora sim, teremos uma Nação Unida!”

  • “Este é um marco de mudança que restabelecerá o amor e a paz no Mundo!”

Caro leitor, peço licença, mas tenho que dizer-lhe que os Estados Unidos, nunca foram uma Nação Unida.

Essa conversa já ouvimos há décadas e ganhou maior dimensão na primeira posse de Barack Obama em 2008 até 2016.

O “messias Obama” como muitos o rotulavam, pouco ou nada mudou, quer seja culturalmente, racialmente e socialmente.

E nada contra o Obama, o ser humano por si só é que tem uma dificuldade enorme em mudar.


Entenda que só o verdadeiro Messias, é que pode mesmo mudar o Mundo.


Neste artigo não pretendo ser advogado de Trump, nem de Biden, nem de ninguém.

Tão pouco vou apontar os erros e as falhas da sociedade americana, pois a nossa também é o que é.


Mas ouvir pessoas dizerem que estamos vivendo um momento histórico de mudança e de paz no Mundo por causa da saída de um presidente da Casa Branca, faz-me dar uma risada, daquelas que às vezes damos mas nem sabemos sequer o porquê.


Pessoas que dizem isso, sem dúvida alguma, esqueceram-se de toda a história da Humanidade, desde a sua criação.


Sabe quando haverá amor e paz?


Quando deixarmos de medir os outros com a nossa medida.


Haverá amor quando você que está lendo este artigo for mais tolerante com a sua família, os seus amigos, os seus colegas de trabalho, os seus vizinhos e as pessoas.


Não há falta de paz e amor no mundo, por causa de um presidente ou de um politico, mas porque as pessoas teimam em não reconhecer os seus erros e as suas más atitudes.


Muitos participam em manifestações físicas ou nas redes sociais para pedir paz, amor e tolerância e em casa fazem guerra com a própria família; falam de amor e tolerância porém levantam ódio e intolerância a colegas e vizinhos.


Estamos vivendo tempos de absoluta hipocrisia.

Estamos vivendo um tempo que fazemos exatamente aquilo que condenamos nos outros.


"Por que reparas tu o cisco no olho de teu irmão, mas não percebes a viga que está no teu próprio olho?" Jesus Cristo

Um grande humorista português, que eu gosto e sigo nas redes sociais (pois é uma pessoa equilibrada e que raramente ultrapassa a barreira da decência), no dia seguinte à posse do Presidente Biden, postou nas redes sociais uma imagem animada que me incomodou.


A imagem era um video de um desenho da cara do Trump e mãos iam voando em forma de “manguito” (dedo do meio) e batendo na face do Trump.

A legenda que ele colocou foi "Finalmente!"


Eu senti-me triste com aquele post e fiz um comentário equilibrado dizendo que não o reconhecia naquele post.


Fiz isso por um simples facto:

Como podemos criticar uma pessoa que tem más atitudes (Trump) e fazemos exatamente a mesma coisa?


No meio de milhares de comentários, nunca pensei que aquele humorista me respondesse, mas respondeu dizendo:

“Miguel, eu chamo isto de humor…”


Fiquei atónito com a resposta…


Faço uma pergunta a você querido leitor:

- Ser nojento e repugnante tem a ver com estatuto ou profissão?

- Será que é certo dizer que uma atitude errada num politico é considerada nojenta e num humorista, aquilo que é nojento e repugnante chama-se arte e humorismo?


Com isto, não pretendo condenar aquele humorista, mas quero constatar que infelizmente todos nós somos assim.

Aplaudimos em nós aquilo que criticamos nos outros.


Haverá paz, amor e tolerância no mundo?


Sim, mas só quando houver menos ativistas da paz e do amor e mais praticantes da paz e do amor.


O mundo não tem que mudar para que haja paz e amor.

Tudo começa em mim e em você.




Miguel Duque Camacho

Se gostou deste artigo, partilhe e siga-nos nas redes sociais.

Registe-se aqui no site para receber todos os novos artigos.

#donaldtrump #amor #paz #mundo #agora #miguelduquecamacho #blog #infungivel #infungivell

Posts recentes

Ver tudo